menu
Topo
Blog do Paulo Sampaio

Blog do Paulo Sampaio

Histórico

A fim de se 'diferenciar', dentistas chamam até DJ pra tocar no consultório

Paulo Sampaio

28/12/2018 04h00

Thiago Avellar e a DJ Clara Ribeiro, que ele chamou para tocar no consultório na primeira quarta-feira de dezembro (Foto: Reprodução/Instagram)

Doutor Thiago Avellar reservou todos os horários da primeira quarta-feira de dezembro para os pacientes que queriam fazer apenas limpeza nos dentes. Naquele dia, ele chamou a DJ Clara Ribeiro para tocar dentro do consultório — não na sala de espera — um set que incluía bossa nova remixada, Michael Jackson e Michael Bublé. "Eu não combino com um consultório de paredes verdes, onde tocam Antena 1", explica Avellar, 33 anos, que se especializou em odontologia estética e atende em uma casa no elegante Jardim América, na zona oeste de São Paulo. Ele separa as playlists que armazena em seu celular por tópicos como: "Thiago calmo"; "Thiago recebe em pé"; "Thiago recebe sentado"; "Thiago go skiing"; "Thiago em Punta" e "Thiago recebe amigos descolados". Dependendo do momento, a trilha contém Mario Biondi, Wicked Games e YMCA remixado.

Eventualmente, ele chama um fotógrafo no consultório para registrar suas sacadas. Algumas são de fato inacreditáveis. Em uma inflamação de gengiva, ele vislumbrou o formato de um coração: "Era dia dos namorados, então postei a foto, com a mensagem: 'Happy Valentine"'. Ele sorri orgulhoso da própria ideia, olhando para a imagem e para o repórter alternadamente. Há momentos lúdicos, como o da foto em que ele está usando uma meia com estampa de dentes.  Comprada em Paris, a meia ganhou close no pé do dentista, tendo como pano de fundo o museu do Louvre. Em outra imagem, mais intimista, a mão de Avellar se entrelaça com a de uma criança negra em um "atendimento voluntário" em Moçambique. Ele diz que considera a apresentação de seu estilo no 'insta' fundamental: "As pessoas já chegam aqui sabendo quem sou eu. Rola uma peneira natural…"

Procurado, o Crosp (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo) afirmou que "dispor de um profissional que não faça parte da saúde bucal, como um DJ, dentro do consultório, pode trazer riscos não só ao ambiente como ao paciente". "O consultório é um ambiente insalubre, onde todos estão expostos a riscos biológicos", informou a assessoria do conselho.

Leia tambémDispostas a tudo para emagrecer, mulheres se submetem a bariátrica por hipnose
"Fui a primeira a usar Botox no Brasil", diz empresária Cristiana Arcangeli
Mulheres aplicam lazer, fazem preenchimento e minilipo para rejuvenescer vagina

Se a inflamação na gengiva tem formato de coração, Thiago Avellar a fotografa, posta no 'insta' e deseja "Happy Valentine" aos pacientes (Foto: Reprodução/Instagram)

Ameixeira preservada

Logo depois da entrevista, Thiago Avellar segue para um coquetel em uma clínica de odontologia estética na Vila Nova Conceição, uma das três regiões com o metro quadrado mais caro de São Paulo. A clínica funciona na casa de 1.000 m2 que no passado abrigou a loja masculina da lendária boutique Daslu; por isso, seu nome é um híbrido dos dois ambientes: Ateliê Oral. Na ampla sala de estar, iluminada naturalmente por uma imensa claraboia, há uma ameixeira preservada pelos arquitetos que assinaram o projeto, disputando atenção com uma franquia do Suplicy Café.

Naquele dia, o ateliê estava lançando seu "national meeting", um encontro para falar sobre "comportamento, gestão de negócios e relacionamento". A clínica  foi precursora na promoção de marketing agressivo na área de odontologia. E fez muitos seguidores. Não é difícil entender. "Cerca de 16% de todos os dentistas do mundo estão no Brasil; isso equivale a 260 mil profissionais", diz Luiz Calicchio, 39 anos, um dos sócios do ateliê, dando uma ideia de como a concorrência é acirrada.

Impotência, um tabu

O meeting da clínica vai apresentar palestras com títulos tão sugestivos como "Felicidade dá lucro" e "A vida que vale a pena ser vivida". No dia reservado para a "superação", "profissionais de sucesso" falarão sobre suas próprias experiências. "Atingir o estrelato parece ser para poucos? Não é. Você pode."

O ateliê tem três sócios, mas Caricchio é a encarnação do marketing da clínica: alto, bronzeado, cabelos cortados em mechas, ele possui dentes grandes e alvos, e um sorriso permanente. Conta que os eventos promovidos lá não se restringem a dentes. Em um deles,  voltado para o público masculino, o ateliê reuniu um urologista ("que falou de impotência, um tabu"); um alfaiate ("sobre a importância da apresentação no dia-a-dia"); um dermato ("hoje, cada vez mais, os homens querem adiar o envelhecimento facial"); e um tricologista ("médico especialista em calvície"). Na ocasião, expuseram um modelo de motocicleta da marca italiana Ducati, perto da ameixeira. Um desavisado não perceberia que aquilo era um consultório dentário.

A socialite blogueira Lalá Rudge, ladeada pelo sorridente Caricchio e outro sócio do ateliê, Marcelo Kyrillos (Foto: Reprodução/Instagram)

Salgadinhos top

"Você queria um happy hour? Tome happy hour", exclamou a simpática assessora d0 ateliê, enquanto garçons passavam servindo prosecco e vol au vents de brandade de bacalhau e azeitonas pretas; involtinis de abobrinha recheados com tomate seco, muçarela de búfala e rúcula; pêras flambadas com sorvete de gorgonzola; e crespinhos de coco. "Todos os salgadinhos é top", garantiu uma representante da empresa Tri Hawk, de importação e exportação de produtos médicos e odontológicos.

Durante a conversa com Caricchio, o ator Guilherme Beringer, ex-Malhação, pede um aparte: "A clínica deles é a melhor..não digo do Brasil não, digo do mundo. Vim de Tóquio para fazer um dente lateral", conta Beringuer, que figura no portfólio do ateliê. "Eles assinam o sorriso da televisão brasileira", garante a assessora.

Pegando carona na novela, em pleno instagram (Foto: Reprodução)

Um famoso traz outro

Embora se fale de marketing como algo elaborado, o que se vê no insta dos entrevistados — sem contar Thiago Avellar, um case de criatividade — são meras associações dos profissionais com atores da Globo — ou subcelebridades. O ex-estudante de publicidade Roberto Viotto, que atende em um consultório no Itaim Bibi, zona oeste de SP, é muito autêntico quando cita suas estratégias para captar clientes-celebridade. Dono de uma mansão de mil metros quadrados no Morumbi  ("Tem elevador, piscina, sauna…") , Viotto explica que receber convidados em casa é importante "demais, demais, demais": "Um famoso traz outro famoso, que traz outro, que acaba vindo para a clínica."

Um dos captados foi o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que, segundo Viotto, passou por uma boa recauchutada nos dentes: "Ele fez reabilitação total, superior e inferior", conta o dentista, sem constrangimento. De acordo com ele, um trabalho como aquele sai por R$ 50 mil. Não revelou se o valor cobrado do presidente do Corinthians foi esse. O blog tentou entrar em contato com Sanchez, sem sucesso.

Andres Sanchez se deixa fotografar depois da reabilitação total, e Viotto elenca tudo o que foi feito na boca do paciente — só não disse quanto cobrou do presidente do Corinthians (Foto: Reprodução/Instagram)

Apoio aos amigos

Viotto costuma citar abertamente seus pacientes famosos, e também posta fotos com eles em francas demonstrações de afeto. Entre outros, estão a Mendigata do Pânico, o DJ Black Eyed Pea e Alexandre Frota. O dentista postou um vídeo onde o deputado eleito (PSL-SP), com a camisa do candidato Jair Bolsonaro, diz: "Quero agradecer a força, a maneira como você me deu moral, o respeito com que me tratou; o tempo que você dedicou a minha campanha. Muito obrigado, vamos juntos, a hora é essa, você tem um espaço (tapa no peito) no meu coração."

O Crosp lembra que a lei 5081/66 e o Código de Ética Odontológica vedam a exposição pública de pacientes e de tratamentos realizados pelo cirurgião. "Isso só poderá ser utilizado para fins acadêmicos e publicações científicas", afirma a assessoria.

Mas quem mais aparece no insta de Viotto é o próprio Viotto, cujo escritório é decorado com uma tela de cerca de 3 m2 com o desenho de um leão ("meu signo"). Em muitas imagens, ele está acompanhado apenas de si. Em determinado momento, duas fotos do seu rosto figuram lado a lado em uma transformação estilo "antes e depois": "Esse é o resultado do milagre da harmonização!", postou ele. Viotto agradece o autor do trabalho, dizendo: "Ele veio apenas me visitar e resolveu brincar um pouquinho com meu rosto… o resultado foi esse!"

Dr. Viotto e o milagre da "harmonização" (Foto: Reprodução/Instagram)

Seja humilde

Em outro momento de incontida vaidade, Viotto aparece ajeitando os óculos de sol, com ostensivos detalhes dourados nas hastes escuras, dentro de um avião de poucos lugares. "…eu sempre lembro dos dias em que desejei tudo o que conquistei…pense fora da curva, trabalhe duro e seja humilde", aconselha.

Assim como os colegas que chamaram um alfaiate para falar aos pacientes, ele também procura estar sempre apresentável. Trabalha vestindo jaleco branco, ou uma opção de preto "fashion", com zíper (todos usam); no caso de Viotto, ele também trata os pacientes usando traje social, assinado por um amigo que ganha crédito no insta. No dia em que o blog esteve em seu consultório, ele atendia usando calça xadrez, camisa social azul acinzentada, cinto com fivela de grife e sapatos tipo mocassim sem meia.

Viotto, e os óculos com detalhes em dourado: "…eu sempre lembro dos dias em que desejei tudo o que conquistei…" (Foto: Reprodução/Instagram)

Personagem televisivo

Por tudo o que se leu acima, pode-se dizer que o dentista Anderson Bernal, 46, ocupa uma posição de certa forma invejável. Bernal não depende tanto da presença de globais em seu consultório porque se tornou, ele mesmo, um personagem televisivo. Sua grande chance surgiu no início da carreira de dentista, quando ele ainda produzia shows de bandas de rock: "Uma amiga que trabalhava em TV e já me conhecia dos shows me ligou pedindo uma ajuda para produzir um programa sobre implante dentário. Quando eu mandei as ideias, ela disse que tinha pauta ali para dois anos. Eu acabei sendo contratado. Hoje, tenho 17 anos de TV", diz Bernal, na confraternização do ateliê.

Seu segredo, conta, é "falar direto para o povo a respeito de pequenos problemas do dia a dia": "Ensino, por exemplo, que maçã corta mau hálito", diz. Outra receita infalível de audiência é o tal milagre da transformação. Ele se envaidece de lembrar que alcançou o maior índice de audiência da Rede TV! quando fez "Gorete quer ser Gisele". Isso o levou a realizar outras "grandes mudanças", nos sorrisos de Belo e Anderson do Molejo. O Crosp também repudia a "venda" de transformações, alegando que não é possível afirmar que todos os pacientes reagirão da mesma forma. "É uma promessa nem sempre cumprida", diz a assessoria.

Anderson Bernal: maçã corta mau hálito (Foto: Reprodução/Instagram)

Bernal diz que já esteve em "quase todas as mídias": "Caras, Vejinha, Pânico…" Em seu consultório, em Moema, zona sul de SP, ele colhe os dividendos da aparição na TV. Ali, diz, atende "executivos triple A": "É um paciente que não tem tempo a perder, quer resultados rápidos". Ao que parece, ninguém tem tempo a perder.

 

 

 

Sobre o autor

Nascido no Rio de Janeiro em 1963, Paulo Sampaio mudou-se para São Paulo aos 23 anos, trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo, nas revistas Elle, Veja, J.P e Poder. Durante os 15 anos em que trabalhou na Folha, tornou-se especialista em cobertura social, com a publicação de matérias de comportamento e entrevistas com artistas, políticos, celebridades, atletas e madames.